Naturalidade

Leiria

Local de Residência

Santa Maria da Feira

Nacionalidade

Portuguesa

Profissão

Técnico de desenvolvimento local

Apresentação Pessoal

Filipe Honório, 27 anos. Nasci, estudei e trabalhei em Leiria, encontrando-me agora a viver em Santa Maria da Feira e a trabalhar no concelho de Oliveira de Azeméis. Desde as iniciativas escolares desde o ensino secundário, que incluíram participações em jornadas europeias no Parlamento Europeu em Estrasburgo, envolvi -me mais ativamente naquilo que é a discussão pública. Em 2014 estive no congresso fundador do LIVRE e pela primeira vez aderi a um partido, com a certeza que era aqui o meu espaço ideológico.

Em 2012 licenciei-me em Gestão pelo Instituto Politécnico de Leiria, e em 2017 tornei-me mestre em Relações Internacionais pela Faculdade de Economia na Universidade de Coimbra. Já trabalhei nas áreas de consultoria, inovação a apoio ao desenvolvimento. Atualmente trabalho como técnico de desenvolvimento local, e participo em projetos culturais regionais. Envolvo-me na atividade política e cívica nas áreas do desenvolvimento económico, direitos cívicos e direitos dos trabalhadores.

Redes Sociais

https://www.facebook.com/filipeafhonorio

https://twitter.com/FilipeHonorio

Apresentação de candidatura

Estive desde sempre desperto para os problemas da sociedade e convicto de que podia, e devia, dar o contributo possível para criar soluções, defender causas e, acima de tudo, bater-me por aquilo em que acredito.

Estou desde janeiro de 2014 com o LIVRE, por acreditar que este é uma oportunidade de mudar profundamente o modo de como se pensa a política e, mais importante, como se faz a política. Apenas fazendo podemos responder àquilo que são as necessidades sociais.

As minhas prioridades assentam em quatro eixos fundamentais às próximas eleições europeias: defesa do trabalho, defesa de uma economia ambientalmente sustentável, defesa da democracia europeia e defesa dos direitos humanos. A urgência europeia é premente, se as estruturas europeias hoje em dia influenciam a vida comum de todos os cidadãos, não é aceitável que essas se mantenham afastadas dos cidadãos.

Mudar a Europa começa com a sua democratização. Mudar a nossa vida começa com uma verdadeira sociedade política Europeia.

Não podemos reduzir a nossa política externa à simples diplomacia económica defensora de interesses liberais. As ameaças à instabilidade financeira, causadas pela devastação económica dos recentes anos, necessitam de ser fortemente combatidas através de políticas de estabilidade económica que criem condições de sustentabilidade a longo prazo. A maior ameaça às futuras gerações é a instabilidade.

O principal desafio das próximas eleições é a materialização de reformas da União Europeia que permitam que essa responda aos verdadeiros anseios dos europeus. É colocar a UE como o maior ator de paz que a Europa já teve, e garantir que funciona em prol dos povos. É reconhecer a importância da integração europeia, e garantir que essa não exclui os trabalhadores. É avançar para uma democracia pan-europeia, e lutar pela dignidade de todos os europeus. E é a essa luta que me proponho.

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição