8 de março – A igualdade é a nossa luta

8 de março – A igualdade é a nossa luta

8 de Março pretende celebrar a Mulher e as conquistas pela Igualdade.

Igualdade esta pela qual ainda precisamos todos e todas de lutar, quer homens, quer mulheres. Cada 8 de Março prova-nos que a luta pelos direitos das mulheres e pela igualdade plena é a luta pelo futuro. Por um futuro no qual as opressões e as violências de género e sobre a mulher não tenham mais lugar e onde possamos ter crianças livres na sua diferença e nas suas possibilidades independentemente do seu género, da sua cor de pele e da condição social. A luta feminista é, por isso mesmo, uma luta humanista e aquela cujos valores conseguem o feito de induzir mudanças que afetam positivamente toda a sociedade.

Em Portugal vivemos ainda tempos sombrios de violência quotidiana sobre as mulheres. Precisamos de leis e políticas que protejam verdadeiramente as vítimas de violência e que sejam mais firmes para com os agressores. Não podemos tolerar a impunidade, nem tampouco que as mulheres se sintam abandonadas ou cujos direitos sejam desvalorizados.

Cabe ao Estado garantir o fim das violências contra as mulheres e cabe-nos a nós, a cada um de nós, uma mudança e uma participação que dignifique o importante papel histórico, social, político e económico que as lutas feministas e pela igualdade deram às sociedades.

Cabe-nos a nós, homens, abraçar esta causa, que deve ser de todas e todos, porque só a igualdade plena traz a liberdade plena.

Cabe-nos a nós, homens, também, um importante papel no fim das violências e na recusa de ideias de masculinidade violentas e tóxicas.

A 8 de Março e a cada dia, uma sociedade mais igualitária e mais livre.

Mensagem dos homens da direção do LIVRE

Carlos Teixeira

Eduardo Viana

Jorge Pinto

José Manuel Azevedo

Paulo Muacho

Pedro Mendonça

Pedro Nunes Rodrigues

 

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição