8 de março – A igualdade é a nossa luta

8 de março – A igualdade é a nossa luta

8 de Março pretende celebrar a Mulher e as conquistas pela Igualdade.

Igualdade esta pela qual ainda precisamos todos e todas de lutar, quer homens, quer mulheres. Cada 8 de Março prova-nos que a luta pelos direitos das mulheres e pela igualdade plena é a luta pelo futuro. Por um futuro no qual as opressões e as violências de género e sobre a mulher não tenham mais lugar e onde possamos ter crianças livres na sua diferença e nas suas possibilidades independentemente do seu género, da sua cor de pele e da condição social. A luta feminista é, por isso mesmo, uma luta humanista e aquela cujos valores conseguem o feito de induzir mudanças que afetam positivamente toda a sociedade.

Em Portugal vivemos ainda tempos sombrios de violência quotidiana sobre as mulheres. Precisamos de leis e políticas que protejam verdadeiramente as vítimas de violência e que sejam mais firmes para com os agressores. Não podemos tolerar a impunidade, nem tampouco que as mulheres se sintam abandonadas ou cujos direitos sejam desvalorizados.

Cabe ao Estado garantir o fim das violências contra as mulheres e cabe-nos a nós, a cada um de nós, uma mudança e uma participação que dignifique o importante papel histórico, social, político e económico que as lutas feministas e pela igualdade deram às sociedades.

Cabe-nos a nós, homens, abraçar esta causa, que deve ser de todas e todos, porque só a igualdade plena traz a liberdade plena.

Cabe-nos a nós, homens, também, um importante papel no fim das violências e na recusa de ideias de masculinidade violentas e tóxicas.

A 8 de Março e a cada dia, uma sociedade mais igualitária e mais livre.

Mensagem dos homens da direção do LIVRE

Carlos Teixeira

Eduardo Viana

Jorge Pinto

José Manuel Azevedo

Paulo Muacho

Pedro Mendonça

Pedro Nunes Rodrigues

 

O LIVRE depende exclusivamente dos donativos de apoiantes individuais.

Apoia-nos com o teu contributo:

CONTRIBUIR