Relatório do Dia Seguinte #15: Adamastor, miradouros e Estacionamento

Esta é mais uma edição do Relatório do Dia Seguinte, a newsletter dos Deputados Municipais que representam o LIVRE em Lisboa. Para subscreveres este email, preenche os teus dados no formulário no final desta página.

Na reunião do dia 18 de setembro, em que se apreciou mais uma informação escrita do Presidente da Câmara, foram vários os temas em debate. Destacamos as duas polémicas em relação a dois dos mais conhecidos miradouros da cidade, Santa Catarina (Adamastor) e Senhora do Monte, e a questão que levantámos sobre a construção de mais estacionamento no centro da cidade.


35.ª Reunião da Assembleia Municipal de Lisboa

A informação escrita do Presidente da Câmara relativa à atividade da CML nos meses de junho a agosto tem várias referências à construção de novos parques e lugares de estacionamentoem zonas como Entrecampos, Alto dos Moinhos, Beato e Penha de França.

Serão estas medidas contra-cíclicas com a política de mobilidade da cidade e serão um incentivo à utilização do automóvel privado?

Foi sobre isso que questionámos o Presidente Fernando Medina, pela voz do Deputado Municipal Paulo Muacho.


Sacos de plástico e coberturas verdes

Para além do debate sobre a atividade da Câmara foram também votados vários documentos apresentados pelas forças políticas. Dentre esses destacámos na nossa intervenção uma moção do PAN sobre sacos de plástico e uma recomendação do PEV sobre coberturas verdes.

A intervenção do Deputado Municipal Paulo Muacho aqui:

Miradouro do Adamastor e da Senhora do Monte

Foram apresentadas recomendações à Câmara sobre duas situações relacionadas com dois miradouros.

O PCP apresentou uma recomendação relativa às obras de requalificação do miradouro de Santa Catarina, mais conhecido como Adamastor.

Face a vários problemas causados aos residentes na zona, queixas de tráfico de droga e vandalização do espaço, a CML decidiu encerrar e vedar o miradouro para obras de requalificação. Entretanto vierem a público notícias que dariam conta da intenção da CML de concessionar o espaço a um estabelecimento comercial, mantendo a vedação e estabelendo horários de funcionamento.

Reconhecemos a necessidade de uma intervenção neste espaço, que possa repor o equilíbrio entre quem frequenta e quem mora na zona. Mas não podemos aceitar que se entregue um espaço tão emblemático a um privado e que este deixe de ser de acesso público. Por isso apoiámos a recomendação do PCP, votando favoravelmente, garantindo assim a sua aprovação.

Noutra situação também relacionada com um miradouro, desta feita o Miradouro da Senhora do Monte, na Graça, vieram igualmente a público notícias de que a construção de um edifício num terreno imediatamente ao lado do miradouro iria afetar o sistema de vistas do mesmo. Foi entretanto noticiado que os residentes da zona lançaram uma petição pedindo a intervenção da Câmara Municipal.

Durante o debate o Presidente Fernando Medina garantiu que o referido prédio não seria construído.

Ainda assim, e porque deu entrada uma petição sobre esta matéria, votámos favoravelmente a recomendação do PSD no sentido da Câmara não autorizar qualquer construção no local até à apreciação da referida petição.


 

Confirma aqui todos os nossos sentidos de voto:

 

Mais informações sobre esta sessão

Subscreve o Relatório do Dia Seguinte, a newsletter sobre o nosso trabalho na Assembleia Municipal de Lisboa

* indicates required

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição