Faleceu José Manuel Tengarrinha, um constituinte livre

Faleceu José Manuel Tengarrinha, um constituinte livre

Faleceu José Manuel Tengarrinha, um dos mais destacados opositores à ditadura e dinâmico ativista democrático em Portugal, antes e depois do 25 de Abril.

Dono de um percurso político marcante, notabilizou-se pela organização da a Comissão Democrática Eleitoral (CDE) em 1969 e o Congresso da Oposição Democrática em 1973, tendo fundado o Movimento Democrático Português (MDP) como partido político em 1975.
Foi eleito deputado nas primeiras eleições livres e foi um precursor da abertura dos partidos políticos, da participação cidadã e do aperfeiçoamento da deliberação e da representação democráticas.
Manteve sempre uma forte atividade política nesta época, tal como é de grande importância e amplitude a sua obra historiográfica e a carreira académica a que se dedicou após deixar a Assembleia da República, e que se focou sobretudo no estudo da história política e das ideias em Portugal. É de sua autoria a obra de referência sobre a História da Imprensa em Portugal.
O seu trabalho enquanto político e dirigente do MDP/CDE é percursor do trabalho que o LIVRE pretende levar a cabo e da nossa própria ambição de transformação para uma sociedade mais justa, igualitária, ecologicamente responsável e livre.

Em 2006 recebeu a Medalha de Honra do Município de Cascais e, em 2012, a Medalha de Mérito Municipal, grau ouro, do Município de Lisboa.

Em 2016, foi-lhe prestada homenagem juntamente com todos os constituintes pela Assembleia da República, e atribuído o diploma de Deputado honorário.

Em anos mais recentes, José Manuel Tengarrinha voltou à política ativa ao apoiar o LIVRE na sua estreia em 2014, tendo sido candidato pela Candidatura Cidadã LIVRE/Tempo de Avançar às eleições legislativas de 2015, filiando-se no LIVRE pouco depois. Exerceu também o mandato de membro da Assembleia do partido entre 2015 e 2017.
No VI Congresso do LIVRE, em 20 de janeiro de 2018 os Congressistas votaram prestar-lhe homenagem e ao seu legado político e ideológico dando o seu nome a um Centro de Estudos do partido, a ser criado no futuro, homenagem que o LIVRE pretende a breve prazo concretizar.

Progressista convicto e ativo defensor da democracia, a sua lucidez e coragem serão sempre um referencial para qualquer pessoa que partilhe dos mesmos valores.

O LIVRE expressa assim as suas mais sentidas condolências à família e amigos do José Manuel Tengarrinha.
O velório terá lugar no domingo, dia 1 de julho, às 18h00 na Basílica da Estrela, em Lisboa.

Petição

Retribuição Horária Mínima Garantida

Assine aqui a Petição